ISAAC DÍAZ PARDO, GALEGO BOM E GENEROSO

Henrique Rabunhal

Resumo


Percorremos a biografia do
artista Isaac Díaz Pardo (1920-2012), filho
de Camilo Díaz Baliño. O assassinato de seu
pai e a morte de sua mãe truncam seus
planos. Estudou Belas Artes em Madrid,
viajou pela Europa, casou-se com Carmen
Díaz Castro e dedicou-se à pintura até 1948.
Em 1949 instalou a fábrica de Cerâmicas do
Castro em Sada. Em 1955 instalou outra
fábrica na cidade argentina da Magdalena,
em contacto com os exilados galegos, em
particular com Luis Seoane. Juntos criaram
em 1963 o Laboratório de Formas da Galiza
(LFG), ao qual se junta Andrés Fernández-
Albalat. Eles visam restaurar a memória
histórica. O LFG está na base de vários
projectos. As Ediciós do Castro (1963), a
fábrica de Sargadelos (1966), o Museu
Carlos Maside (1970), o Seminário de
Sargadelos (1970), o Instituto Galego de
Informação (1977) ou o novo SEG (1979).
Díaz Pardo é o autor de Galicia hoy y el resto
del mundo ou Tentando construir uma
esfinge de pedra. Em 2006 ele foi demitido
de suas empresas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais