A IDEOLOGIA FRANCISCANA NA DIVINA COMÉDIA DE DANTE E NOS AUTOS DAS BARCAS DE GIL VICENTE

Fabio Sanches Paixão

Resumo


A ideologia franciscana esteve presente nas respectivas biografias do poeta italiano Dante Alighieri e do dramaturgo português Gil Vicente. A influência desse pensamento pode ser percebida claramente quando se analisa a Divina Comédia em diálogo com os Autos da Barcas. Estas, compostas pelo Auto da Barca do Inferno, Auto da Praia Purgatória e Auto da Embarcação da Glória; aquela, uma epopeia pelo Inferno, Purgatório e Paraíso. Por meio do comparativismo, este trabalho apresenta as semelhanças entre as Barcas vicentinas e a comédia dantiana, demonstrando como elas se caracterizam por um fortíssimo sentimento franciscano, pela reafirmação dos princípios cristãos e pelo desejo de renovação espiritual.


Texto completo:

PDF

Referências


ALIGHIERI, Dante. A Divina Comédia. Tradução e notas de Ítalo Eugenio Mauro. São Paulo: ed. 34, 1998.

AUERBACH, Erich. Dante, poeta do mundo secular. Rio de Janeiro: Topbooks, 1997.

BÍBLIA de Jerusalém. S. Paulo: Paulus, 2002.

CARVALHO, de Joaquim. Os sermões de Gil Vicente e a arte de pregar. Lisboa: Revista Ocidente, 1948.

CONTI, Martino. Estudos e pesquisas sobre o Franciscanismo das origens. Tradução de Frei Celso Márcio Teixeira. Petrópolis: Editora Vozes, 2004.

CRUZ, Maria Leonor García da. Gil Vicente e a sociedade portuguesa de Quinhentos. Lisboa: Gradiva, 1990.

PAIXÃO, Fabio Sanches. Diálogos entre as Barcas vicentinas e a Divina Comédia dantiana: o texto literário ao serviço de projetos moralizadores. 2011. 87 f. Dissertação (Literatura Portuguesa) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2011.

_____________________. Abrem-se as cortinas para o Jogral de Deus: O Franciscanismo nas obras de Gil Vicente. 2018. 181 f. Tese (Doutorado em Literatura Comparada) – Instituto de Letras, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2018.

KOSER, Frei Constantino, O.F.M.,O pensamento franciscano. Petrópolis: Editora Vozes, 1960.

COSTA, Dalila Lello Pereira da. Místicos portugueses do século XVI. Porto: Lello & Irmãos, 1983.

LE GOFF, Jacques. São Francisco de Assis. Tradução de Marcos de Castro. Rio de Janeiro: Record, 2001.

LEWIS, R. W. B. Dante. Tradução de José Roberto O’Shea. Rio de Janeiro: Objetiva, 2002.

LUCCHESI, Marco Americo. Breve iniciação ao Inferno de Dante: poesia e teologia. Rio de Janeiro: Âmbito Cultural, 1986.

RECKERT, Stephen. Espírito de letra de Gil Vicente. Lisboa: Imprensa Nacional/ Casa da Moeda, 1983.

REIS, Luciana Barbosa. Os mecanismos de persuasão nos Autos da Alma e da Feira de Gil Vicente. 2008. 95 f. Dissertação. (Mestrado em Literatura Portuguesa) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

SILVEIRA, Fr. Ildefonso, REIS, Orlando dos O.F.M. (Org.). São Francisco de Assis. Escritos e biografias de São Francisco de Assis. Crônicas e outros testemunhos do primeiro século franciscano. 2. ed. Petrópolis: Vozes / CETEPAL, 1982.

SPOTO, Donald. Francisco de Assis, o santo relutante. Tradução de S. Duarte. Rio de Janeiro: Objetiva, 2003.

VICENTE, Gil. Obras completas. Porto: Lello & Irmão Editores, 1965.

VICENTE, Gil. Os Autos das Barcas. Prefaciado e anotado por Luiz Francisco Rebello. 4ª ed. Mem Martins: Europa América, 1982.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais