ALEXANDRE, O GRANDE, POR FULGÊNCIO, O MITÓGRAFO: TRADUÇÃO DO LIVRO X DO LIPOGRAMA DE AETATIBUS MUNDI ET HOMINIS

Cristóvão José dos Santos Júnior

Resumo


realiza-se a primeira tradução para a língua portuguesa do décimo Livro da De aetatibus mundi et hominis, a partir da edição crítica fixada por Rudolf Helm (1898). Esse escrito é considerado o mais antigo lipograma atestável e é atribuído ao escritor norte-africano e tardio Fábio Plancídades Fulgêncio (final do séc. V – início do séc. VI d.C.). Conhecido como o Mitógrafo, esse é um autor ainda pouco estudado em língua portuguesa, muito embora sua produção tenha ostentado uma considerável repercussão na Idade Média. Nessa obra, são descritas as idades do mundo e do ser humano por meio de uma perspectiva moral cristã, o que é realizado sob a forma de lipograma. Desse modo, em cada uma das quatorze partes da De aetatibus, é evitada uma determinada letra de seu alfabeto. No Livro X, ora traduzido, Fulgêncio critica a ambição conquistadora de Alexandre, o Grande, sem supostamente empregar a letra ‘k’, o que é objeto de questionamento, tendo em vista sua baixa frequência em vocábulos latinos.    


Texto completo:

PDF

Referências


AGOZZINO, T. Secretum quaerere veritatis. Virgilio, vates ignarus nella Continentia Virgiliana. In: STUDI classici in onore di Quintino Cataudella III. Catania: Università di Catania, Facoltà di Lettere e Filosofia, 1972. p. 615-630.

ALMEIDA, S. A. “Expositio Sermonum Antiquorum”, de Fulgêncio, o Mitógrafo: estudo introdutório, tradução e notas. 2018. 130 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Cultura) – Pós-Graduação em Literatura e Cultura, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27547. Acesso em: 7 set. 2020.

AMARANTE, J. O livro das Mitologias de Fulgêncio: os mitos clássicos e a filosofia moral cristã. Salvador: Edufba, 2019.

AMARANTE, J. A explicação fulgenciana para o surgimento dos deuses: um amálgama pagão-cristão? Revista Hypnos, São Paulo, v. 41, 2º sem., 2018, pp. 215-236.

BERTINI, F. Autori latini in Africa sotto la dominazione vandalica. Genova: Tilgher, 1974.

BÍBLIA SAGRADA. Traduzido por: João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil. 2. ed. Barueri/SP. Sociedade Bíblica do Brasil, 1999.

FVLGENTII, F. Opera. Edição de Rudolf Helm. Lipsiae: Teubner, 1898.

HAYS, G. A World Without Letters: Fulgentius and the De aetatibus mundi et hominis The Journal of Medieval Latin. Turnhout, v. 29, p. 303-339, 2019. DOI: https://doi.org/10.1484/J.JML.5.118578.

HAYS, G. The Date and Identity of the Mythographer Fulgentius. Journal of Medieval Latin. Turnhout, v. 13, p. 163-252, 2003. DOI: https://doi.org/10.1484/J.JML.2.304196.

MANCA, M. Le età del mondo e dell’uomo. Allesandria: Edizioni dell’Orso, 2003.

MATTIACCI, S. ‘Divertissements’ poetici tardoantichi: i versi di Fulgenzio Mitografo. Paideia, Brescia, v. 57, p. 252-280, 2002.

MOREIRA, R. A. “Exposição dos conteúdos de Virgílio”, de Fulgêncio: estudo introdutório e tradução anotada. 2018. 156 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Cultura) – Pós-Graduação em Literatura e Cultura, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26692. Acesso em: 7 set. 2020.

OROSIO, P. Le storie contro i pagani. Trad. Adolf Lippold. Mondadori: Milano, 2001.

PEREC, G. Histoire du lipogramme. In: OULIPO. La littérature potentielle: créations, re-créations, récréations. Paris: Gallimard, p. 77-93, 1973.

PEREC, G. La Disparition. Paris: Denoël, 1969.

PEREC, G. O sumiço. Traduzido por: Zéfere. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015. Tradução de: La Disparition.

PIZZANI, U. Fulgenzi: definizione di parole antiche. Roma: Ateneo, 1968.

ROSA, F. Fulgenzio: Commento all’Eneida. Milano/Trento: F. R., 1997.

SANTOS JÚNIOR, C. A idade bíblica dos juízes sem a letra ‘g’: tradução do Livro VII do lipograma De aetatibus mundi et hominis de Fulgêncio, o Mitógrafo. Archai Journal, Brasília, n. 30, e03023, 2020. DOI: https://doi.org/10.14195/1984-249X_30_23. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/archai/article/view/31000. Acesso em: 8 ago. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. A problemática do prólogo da De aetatibus e sua tradução alipogramática. CODEX, Rio de Janeiro, v. 8, n. 1, p. 321-330, 2020a. DOI: https://doi.org/10.25187/codex.v8i1.31811. Acesso em: 11 jul. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. A vida de Jesus Cristo sem a letra ‘m’, por Fulgêncio, o Mitógrafo: tradução do livro XII do lipograma De aetatibus mundi et hominis. PhaoS, Campinas, v. 20, p. 1-8, 2020b. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/phaos/article/view/13496. Acesso em: 14 jun. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. Fulgêncio sem a letra ‘C’ tradução do livro III do lipograma de AETATIBUS MUNDI ET HOMINIS. Belas Infiéis, Brasília, v. 9, n. 1, p. 243-249, 2020c. DOI: https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v9.n1.2020.26021. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/26021. Acesso em: 17 maio 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. J. A De aetatibus mundi et hominis sem a letra ‘a’, por Fulgêncio, o Mitógrafo: tradução lipogramática do prólogo. Nuntius Antiquus, 16 jul. 2020d. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/nuntius_antiquus/article/view/19416. Acesso em: 19 jul. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. Vestígios do experimentalismo poético greco-latino. Anuário de Literatura, Florianópolis, v. 25, n. 1, p. 172-191, jun. 2020e. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7917.2020v25n1p172. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2020v25n1p172. Acesso em: 09 jul. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. J. A “Idade das Trevas” entre o platonismo literário e o problema da literariedade: tensionando a poética experimental. Crátilo, Pato de Minas, v. 13, n. 1, p. 244-258, 2020f. Disponível em: https:// https://revistas.unipam.edu.br/index.php/cratilo/issue/view/166/cratilo_v13_n1. Acesso em: 25 set. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. Sócrates e a inexistência de sabedoria humana, por Lúcio Cecílio Firmiano Lactâncio: tradução do capítulo I da obra De ira Dei. Hypnos, v. 45, p. 274-280, 2020g. Disponível em: https://hypnos.org.br/index.php/hypnos/article/view/626. Acesso em 12 out. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. O problema da transmissão textual entre os dois Fulgêncios. Tabuleiro de Letras, Salvador, v. 13, n. 2, p. 208-226, 2019. DOI: https://doi.org/10.35499/tl.v13i2.6976. Disponível em: http://www.revistas.uneb.br/index.php/tabuleirodeletras/article/view/6976. Acesso em: 13 mar. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. Rastros da tradição literária experimental. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 62, p. 130-147, 2019a. DOI: https://doi.org/10.9771/ell.v0i62.30441. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/estudos/article/view/30441. Acesso em: 12 mar. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. Refletindo a fenomenologia de uma tradução lipogramática da De aetatibus mundi et hominis. PERcursos Linguísticos, Vitória, v. 9, p. 101-119, 2019b. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/26875. Acesso em: 15 abr. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C. Traduzindo o quarto Livro do lipograma fulgenciano. A Palo Seco, Itabaiana, n 12, p. 90-94, 2019c. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/apaloseco/article/view/12956. Acesso em: 16 mar. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C.; AMARANTE, J. Adão, Eva, Caim e Abel sem a letra ‘a’, por Fulgêncio, o Mitógrafo: tradução do Livro I do lipograma De aetatibus mundi et hominis. Rónai, Juiz de Fora, v. 8, n. 1, p. 88-98, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/27256. Acesso em: 13 jul. 2020.

SANTOS JÚNIOR, C.; AMARANTE, J. Elementos da tradição palindrômica antiga. Afluente, Bacabal, v. 4, p. 195-213, 2019. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/afluente/article/view/12287. Acesso em: 18 maio 2020.

SANTOS, M. Les références aux Mythologies de Fulgence dans la Généalogie des dieux païens de Boccace. In: CASANOVA-ROBIN, H.; LONGO, S. G.; LA BRASCA, F. Boccace humaniste latin. Paris: Classiques Garnier, 2016. p. 251-280.

VALERO MORENO, J. M. La Expositio Virgilianae de Fulgencio: poética y hermenéutica. Revista de Poética Medieval, Alcalá de Henares, n. 15, p. 112-192, 2005.

VENUTI, M. ‘Spoudogeloion’, Hyperbole and Myth in Fulgentius’ Mythologiae. In: MORETTI, P. F.; RICCI, R.; TORRE, C. Culture and Literature in Latin Late Anqituity. Continuities and discontinuities. Turnhout: Brepols, 2015. p. 307-322.

VENUTI, M. Il “prologus” delle Mythologiae di Fulgenzio. Introduzione, testo critico, traduzione e commento. Napoli: Paolo Loffredo Iniziative Editoriali Srl, 2018.

VENUTI, M. Il prologo delle Mythologiae di Fulgenzio: Analisi, traduzioni, commento. 2009. 324 f. Tese (Doutorado em Letras Clássicas) − Dipartimento di Filologia Classica e Medievale, Università degli Studi di Parma, Parma, 2009. Disponível em: http://dspace-unipr.cineca.it/handle/1889/1042. Acesso em: 7 set. 2020.

WHITBREAD, L. G. Fulgentius, The Mythographer. Ohio: State University Press, 1971.

WOLFF, É. Fulgence, Virgile dévoilé. Villeneuve-d’Ascq: Presses Universitaires du Septentrion, 2009.

WOLFF, É.; DAIN, P. Fulgence, Mythologies. Villeneuve d’Ascq: Septentrion Presses Universitaires, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais