AS NARRATIVAS SOBRE O LEVANTE DAS ESTÁTUAS (387 D.C.): A HISTORIOGRAFIA ANTIGA SOBRE A REVOLTA E A PROMOÇÃO DO RELATO CRISTÃO

Érica Cristhyane Morais da Silva

Resumo


O Levante das Estátuas foi uma sedição que ocorreu em 387 d.C., na cidade de Antioquia, na Síria antiga. João Crisóstomo e Libânio de Antioquia, dois importantes expoentes da elite antioquena testemunharam e nos legaram os relatos contemporâneos aos eventos deste conflito. Em razão do destaque dado por esses autores, esta sedição teve impacto entre os antigos do século IV e segue sendo mencionada, frequentemente, em narrativas historiográficas dos séculos seguintes. Zósimo, Sozomeno e Teodoro de Ciro são alguns dos historiadores tardo‑antigos que dedicaram um espaço em suas Histórias para mencionar o conflito em Antioquia. Estes autores se fundamentarão nos testemunhos seja de João Crisóstomo, seja de Libânio, seja em ambos os relatos. Neste artigo, buscaremos apresentar a historiografia antiga, posterior aos testemunhos contemporâneos aos eventos de João Crisóstomo e Libânio, de modo a argumentar que o testemunho de João Crisóstomo recebe mais atenção promovendo, por conseguinte, a versão cristã sobre os eventos de 387 d.C.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais - Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis (UFF/Instituto de História). Bairro: São Domingos. Niterói-RJ CEP: 24210-201