CONFLITO E VIOLÊNCIA EM CONSTANTINOPLA: O EPISCOPADO DE JOÃO CRISÓSTOMO (397-404)

João Carlos Furlani

Resumo


A Antiguidade Tardia é um período turbulento por excelência. Confrontos religiosos, sociais e políticos geraram inúmeras transformações nas sociedades, que disputavam recursos, lideranças, espaços, tempo e memórias. Dentre estes conflitos, destacamos aquele ocorrido durante o episcopado de João Crisóstomo em Constantinopla, entre 397 e 404, com o propósito de tratar da passagem de João na Capital e apresentar uma hipótese para a sua derrocada. Ao ser indicado ao cargo episcopal, João realizou reformas na igreja e no cotidiano da cidade, o que o inseriu em múltiplos embates, sendo um dos mais marcantes aquele protagonizado pelo bispo e pela imperatriz Eudóxia. Defendemos, entretanto, que tal episódio se insere num processo mais amplo de intervenção de João e que razões de natureza apologética o levaram a situações de conflito e de violência. Razões essas que estendem-se às relações de gênero, à (re)definição dos lugares de atuação política e religiosa e ao próprio background da Capital.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais - Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis (UFF/Instituto de História). Bairro: São Domingos. Niterói-RJ CEP: 24210-201