CONFLITOS COM (E ENTRE) MENDICANTES NAS CIDADES E VILAS MEDIEVAIS PORTUGUESAS (SÉC. XIII)

Catarina Almeida Marado

Resumo


A instalação dos frades mendicantes nas cidades medievais nem sempre foi um processo fácil. Nalguns casos, esses religiosos tiveram que enfrentar fortes entraves à sua fixação nos centros urbanos por parte do clero secular e regular. Por outro lado, tiveram também que lidar com a competição entre eles próprios. Tudo isto deu origem a importantes conflitos que se arrastaram por várias décadas. Este artigo pretende focar-se no tema da conflitualidade que a chegada dos frades mendicantes trouxe aos centros urbanos nos primeiros tempos da sua presença no território português. A análise, que se centrará nos conflitos que ocorreram no Porto, Guimarães e Santarém, procurará verificar os contextos, os motivos e os intervenientes, mas também as soluções encontradas para a resolução dos mesmos.


Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, José Ferrão. “A imagem tem que saltar”: a igreja e o Porto no século XVI (1499-1606). Um estudo de história urbana. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação para a Ciência e Tecnologia, 2013

AFONSO, José Ferrão. O convento de S. Domingos e o plano urbano do Porto entre os séculos XIII e XVI. In MARADO, Catarina Almeida (dir.). Monastic architecture and the city. Coimbra, Centro de Estudos Sociais, 2014, p. 35-50

BEIRANTE, Maria Ângela Rocha. Santarém Medieval. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, 1980

BRUZELIUS, Caroline. The Dead come to Town: Preaching, Burying and Building in the Mendicant Orders. In OPAČIĆ, Z. GAJEWSKI, A. (ed.). The Year 1300 and the Creation of a new European Architecture. Brepols, 2008

BRUZELIUS, Caroline. Preaching, Building and Burying: Friars in the medieval city. London: Yale University Press, 2014

CÁCEGAS, Fr. Luís de. SOUSA, Fr. Luís de. Primeira parte da Historia de S. Domingos particular do reino, e conquistas de Portugal, I. Lisboa: Off. de António Rodrigues Galhardo, 1767

COSTA, Adelaide Pereira Millán da. Projecção espacial de domínios. Das relações de poder no burgo portuense (1385-1502). Tese de Doutoramento em Ciências Sociais e Humanas na especialidade de História. Lisboa: Universidade Aberta, 1999

COOMANS, Thomas. Architectural Competition in a University Town: The Mendicant Friaries in Late Medieval Louvain. In OPACIC, Zoe; TIMMERMANN, Achim (ed.). Architecture, Liturgy and Identity.Turnhout: Brepols Publishers, 2011

CURADO, Maria Salomé. O conflito entre o mosteiro de S. Domingos e o cabido da cidade do Porto a propósito da Confraria de Jesus no século XV. Trabalho de seminário policopiado. Porto, Universidade Portucalense, 1986

ESPERANÇA, Manuel da. Historia Seráfica da Ordem dos Frades Menores de S. Francisco na Provincia de Portugal. vol.I. Lisboa: Officina Craesbeeckiana, 1656-1666

FARIA, Francisco Leite de. Presença franciscana em Guimarães. In Revista de Guimarães, 95, Guimarães, Sociedade Martins Sarmento, 1985, p. 147-50

FERREIRA, Maria de Fátima Falcão. Guimarães “duas vilas um só povo”. Estudo de história urbana (1250-1389). Braga: CITCEM, 2010

GOMES, Saul. O Convento de S. Francisco de Leiria na Idade Média. In Itinerarium, XL, 1994, Braga, p. 399-502

GOMES, Saul. Organização Paroquial e Jurisdição Eclesiástica no Priorado de Leiria nos Séculos XII a XV. In Lusitania Sacra, Revista do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica Portuguesa, Tomo IV, 2a Série, Lisboa, 1992, p. 163-310.

GOMES, Saul António. As Ordens Mendicantes na Coimbra Medieval: Tópicos e Documentos. In Lusitania Sacra, Nova Série, 1998

GOMES, Saul. 800 anos de presença franciscana em Portugal. In Itinerarium, LXIV, 2018

LAWRENCE, Clifford H. The friars: The impact of the mendicant orders on medieval society. London: I.B. Tauris, 2013

MAIELLO, Vincenzo. Do território monástico à cidade conventual: as ordens mendicantes e o espaço urbano no séc. XIII: uma aproximação ao caso português. Dissertação de mestrado em Desenho Urbano apresentada ao Instituto de Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa. Lisboa: ISCTE, 2005

MARADO, Catarina Almeida. Sharing the city: the establishment of mendicant houses in Portuguese medieval towns. In The Journal of Medieval Monastic Studies, 4, 2015

MARADO, Catarina Almeida. Arquitetura conventual e cidade medieval: a formação e os impactos dos sistemas urbanísticos mendicantes em Portugal (séc. XIII-XV). Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2018

MARADO, Catarina Almeida. From the hermitage to the urban monastic building: architectural and geographical changes in the early fraries in Portugal. In SABATÉ, Flocel. BRUFAL, Jesus (ed.). Medieval Territories. Cambridge: Scholar Publishers, p. 237-49

MATTOSO, José. Estratégias da pregação no século XIII. In Ler história, 5, 1985, p. 105-18

MATTOSO, José. O enquadramento social e económico das primeiras fundações franciscanas. In Obras Completas, vol.8. Lisboa: Círculo de Leitores, 2002, p. 243-54.

MARQUES, José. A pregação em Portugal na Idade Média: alguns aspetos. In Via spiritus, 9, Porto, Universidade do Porto, Faculdade de Letras, 2002, p. 317-47

PRADALIÉ, Gérard. O Convento de S. Francisco de Santarém. Santarém: Câmara Municipal, 1992

RAMOS, Cláudia Maria da Silva. O Mosteiro e a Colegiada de Guimarães, ca. 950- 1250. Dissertação de Mestrado em História Medieval, Faculdade de Letras, Universidade do Porto, 1991

ROBSON, Michael. The Franciscans in the Middle Ages. Woodbridge: The Boydell Press, 2006.

ROSÁRIO, Frei António do. Convento de S. Domingos e a Colegiada de Guimarães. In Congresso Histórico de Guimarães e sua Colegiada. Actas, vol. 2, Guimarães, 1981

ROSÁRIO, Frei António do. De Santarém, pelo tempo de Santo António, in Colóquio Antoniano, Lisboa: Câmara Municipal de Lisboa, 1982, 73-91

SILVA, Maria João Oliveira e. Scriptores et notatores: a produção documental da Sé do Porto (1113-1247). Dissertação de Mestrado em História Medieval e do Renascimento, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Porto: [s. n.], 2006

SOUSA, Armindo de. Conflitos entre o bispo e a câmara do Porto nos meados do século XV, sep. de Boletim Cultural da Câmara Municipal do Porto, 2a série, n.º 1, Porto, 1984

SOUSA, Armindo de. Tempos Medievais. In RAMOS, L. A. de Oliveira (dir.). História do Porto, 3a ed. Porto: Porto Editora, 2000, p. 237-44

SOUSA, Bernardo Vasconcelos (dir.). Ordens Religiosas em Portugal das origens a Trento. Guia histórico. Lisboa: Livros Horizonte, 2005

VASCONCELLOS, Ignacio da Piedade e. Historia de Santarem edificada, que dá noticia da sua fundacao e das couzas mais notaveis nella sucedidas. Lisboa, 1740

VIANA, Mário. Espaço e povoamento numa vila portuguesa. (Santarém 1147 – 1350). Casal de Cambra: Caleidoscópio, 2007

VILAR, Herminia. Religión e identidad urbana: seculares y mendicantes en las ciudades del sur de Portugal en la Baja Edad Media. In JARA FUENTE, José Antonio (dir.). Ante su identidad. La ciudad hispánica en la Baja Edad Media. Cuenca, 2013


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais