CONSIDERAÇÕES ACERCA DA RIMA EM LATIM MEDIEVAL

Álvaro Alfredo Bragança Júnior

Resumo


Uma das mais importantes marcas distintivas do sermo medievalis é a criação da rima, mais especificamente, da substituição da acentuação quantitativa do mundo greco-romano pela acentuação intensiva, já presente na Tardo-Antiguidade com Comodiano de Gaza, porém desenvolvida e estabelecida como dominante na Idade Média Central. Iniciando com uma concisa sucinta de entre linguistas e filólogos acerca das propostas de definição do latim medieval com suas especificidades fonéticas, morfológicas, sintáticas, lexicais e semânticas, o presente artigo expõe, de forma sucinta, as características da rima medieval em algumas dentre suas diversas possibilidades de versos rítmicos, configurando-se em uma das diversas inovações que a língua latina apresenta em sua vitalidade expressiva durante os séculos da erradamente denominada Idade das Trevas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais - Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis (UFF/Instituto de História). Bairro: São Domingos. Niterói-RJ CEP: 24210-201