A Comédia de Diu e o argumento histórico-épico

Renata Brito dos Reis, Márcio Muniz

Resumo


O presente trabalho apresentará uma análise da Comédia de Diu, do dramaturgo quinhentista Simão Machado, observando a relação entre ficção e história dentro dos limites comédia. Buscar-se-á também refletir sobre como Simão Machado lança mão do argumento histórico-épico, bem como sobre a noção do que se entende por comédia no final do século XVI e início do século XVII, período em que a obra machadiana foi escrita e impressa.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais