História e Arte Retórica em Santo Agostinho

Flávia Maria Schlee Eyler, Suele Maria Mariano de Souza

Resumo


Este artigo pretende analisar as relações entre linguagem e mundo a partir das condições históricas que determinaram o surgimento da palavra política no mundo grego e seu controle através da sistematização da arte retórica por Aristóteles. Neste caso, a sobrevivência e a utilização do mesmo modelo retórico pelos romanos foram capazes de servir também ao nascente cristianismo e fundamentar sua teologia. Apesar de todas as críticas à tradição antiga, os padres da Igreja e, sobretudo, Santo Agostinho neste trabalho, evidenciam a importância da retórica como instrumento de organização e compreensão do mundo.



DOI: https://doi.org/10.21572/2177-7306.2011.v11.n1.04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais