História e conflito no "De correctione rusticorum"

Néri de Barros Almeida

Resumo


O De correctione rusticorum, carta supostamente escrita pelo bispo Martinho de Braga em resposta a indagações de ordem pastoral a ele apresentadas por um outro bispo de nome Polêmio, é um texto célebre da tradição documental. A partir da consideração de seus elementos formais pretendemos discutir a que público foi dirigido o sermão incluído na carta bem como os objetivos visados por seu percurso argumentativo. Procuraremos mostrar que ao invés da lógica do conflito cultural - sob a qual foi muitas vezes abordado - o texto é testemunho de uma pastoral centrada sobre a percepção histórica do tempo e que a referência que faz às superstições está subordinada a este imperativo.


Texto completo:

PDF

Referências


MARTINHO DE BRAGA. De correctione rusticorum/Instrução pastoral sobre superstições populares. Ed. NASCIMENTO, Aires A. In NASCIMENTO, Aires A. Instrução pastoral sobre superstições populares. Lisboa:Cosmos, 1997, p.106-125 e SÃO MARTINHO DE DUME. De correctione rusticorum/Da instrução dos rústicos, Ed. FERREIRA, Alcino Baptista e GANHO, Lourdes Sirgado. In Opusculos morais. In BERNARDO, Luís Manuel Ventura et alii (Ed.). Lisboa: Imprensa Nacional/Casa da Moeda, 1998, p.93-111. A edição latina original foi preparada por BARLOW, Claude W. Martini Episcopi Bracarensis Opera Omnia. New Haven, 1950.




DOI: https://doi.org/10.21572/2177-7306.2016.v17.n1.04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais