Um depósito sagrado? A inserção dos atos judiciários nos livros santos da Alta Idade Média (séc. IX-XI)

Laurent Jégou

Resumo


Este artigo analisa a presença de documentos jurídicos e/ou diplomáticos inseridos em códices de livros sagrados, como manuscritos da Bíblia, durante a Alta Idade Média. A prática de compilar, num só codex, textos de naturezas diversas e, às vezes, contrastantes, era bastante comum, mas chama a atenção a abundância de inserções, em textos sagrados, dos atos judiciários, como as convenientiae, para os séculos IX e X, em regiões diversas, como os reinos de França, Borgonha, Inglaterra e Germânia. A partir de um estudo codicológico de trinta manuscritos, pretende-se discutir, em primeiro lugar, os motivos para a inserção dos atos judiciais em manuscritos sagrados, parcial ou integralmente, e, em segundo lugar, se a inserção foi intencional ou incidental. Tal esforço proporciona uma maior compreensão do lugar do escrito (literacy), do sagrado e do belo na sociedade da Alta Idade Média, bem como a natureza das relações sociais presentes nos atos inseridos em textos sagrados.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21572/2177-7306.2016.v17.n1.05

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais