Do Significado à Interpretação Função Discursiva do Provérbio nos Contos de Gonçalo Trancoso

Sandra Santos

Resumo


Resumo: Desde os tempos mais remotos das civilizações antigas até aos nossos dias, o texto proverbial tem conseguido manter a sua importância. Apresentando--se com função pedagógica, argumentativa ou lúdica, e não obstante o espaço e o tempo a que se refere, o provérbio continua a afirmar-se como preconizador de normas de conduta exemplares, objetivando a manutenção da moral e dos bons costumes e mantendo a sua autoridade incontestável, através de uma voz sem autoria, mas reconhecida por todos. Neste trabalho, propomos analisar alguns provérbios contextualizados nos Contos de Gonçalo Trancoso, procurando evidenciar as suas características de texto anónimo institucionalizado, através de um estudo que aludirá à sua posição, tema e função discursiva.

Palavras-chave: Gonçalo Trancoso, Provérbios, Exempla.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21572/2177-7306.2016.v17.n1.13

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais