A ARTE DE GOVERNAR NO “DE REPUBLICA PER REGEM GUBERNANDA” DE DIOGO LOPES REBELO E NO “CLARIMUNDO” DE JOÃO DE BARROS

Flávio Antônio Fernandes Reis

Resumo


O artigo aborda duas obras portuguesas compostas na Corte de Avis: o De republica per regem gubernanda, de 1496, de Diogo Lopes Rebelo e a Prymera parte da cronica do emperador Clarimundo, donde os Reys de Portugal Descençedem, de João de Barros, publicada em 1522. Busca-se mostrar minimamente como cada obra, segundo procedimentos discursivos particulares, tratou do mesmo fim: persuadir os leitores acerca das virtudes que convém aos reis e príncipes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21572/2177-7306.2014.v15.n1.02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais - Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis (UFF/Instituto de História). Bairro: São Domingos. Niterói-RJ CEP: 24210-201