Em nome do riso: os trovadores galego-portugueses e a sátira em jogo

Paulo Roberto Sodré

Resumo


Este trabalho procura conjeturar as possíveis relações entre o compromisso de os trovadores galego-portugueses produzirem, no fablar en gasaiado (isto é, o divertimento cortesão), as cantigas de escárnio e maldizer e um conceito exposto em Las siete partidas de Afonso X: o jugar de palabras, uma estratégia de produção satírica poética pela qual o trovador é presumivelmente orientado a elaborar um tipo especial de burla e de equívoco, tratando do inverso das qualidades dos cortesãos, garantindo-lhes o humor e a diversão e evitando-se o constrangimento e a ira. 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21572/2177-7306.2014.v14.n2.02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Signum Revista da ABREM (ISSN 2177-7306) - Associação Brasileira de Estudos Medievais